DOR E COMOÇÃO MARCAM O ENTERRO DO PATOENSE QUE MORREU NA UPA DE SÃO JOÃO DOS PATOS Á ESPERA DE UM LEITO DE U.T.I

Na tarde desta quarta-feira (24/10),ocorreu no povoado Palmito, o enterro do Patoense Aldemir,que veio a óbito após passar 9 dias na UPA de São João dos patos,esperando por uma um leito de UTI em Presidente Dutra.

O Mototaxista sofreu um acidente de moto e bateu com a cabeça.Após dar entrada na UPA,foi constatado que o mesmo estava com um coágulo e precisava ser submetido a uma cirurgia o mais rápido possível.

A Família correu atrás de diversos políticos para tentar conseguir uma vaga em alguma UTI,e um transporte adequado para o senhor Demir,porém não obteve êxito.

Ao recorerem para a Prefeita da cidade,a mesma falou que não poderia fazer nada.

Após gravar um vídeo que rapidamente se espalhou,Dona Rita,mãe do Paciente,recebeu a visita de uma alma caridosa,que já tava organizando tudo para a transferência até o Hospital de Peritoró, porém no dia seguinte veio a triste notícia da morte cerebral de Aldemir.(matando não somente ele,mas todas as esperanças que a família tinha ,de ver seu ente querido sobreviver)

Vejam bem,após 9 dias de luta pela vida,sem receber a ajuda de nenhum político ou do secretário de estado da saúde,o senhor Aldemir veio a falecer,deixando 4 filhos menores.

Seu Aldemir não morreu por falta de um Leito,morreu pela falta de interesse das autoridades patoenses que ficaram inerte diante do pedido de uma mãe,diante do pedido de socorro de 4 crianças.
Morreu pela omissão dos políticos que só dão valor ao pobre na hora de pedir o voto.

Será se o pedido de uma prefeita junto ao secretário de estado da saúde não poderia ter tentado resolver o caso?

Deixamos registrada a nossa indignação com tamanha desumanidade que essa família vivenciou.

Que o senhor Deus possa dar o Conforto necessário à família.

REAIS Notícias

Categoria: Maranhão, Política