Blog Fuxico do Sertão - Notícias de Pastos Bons e Região

Maranhão registra 817 mortes por Covid-19; casos confirmados chegam a 24.278 em 96% dos municípios

De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), na noite desta segunda-feira (25), o Maranhão registrou mais 1.492 casos positivos de Covid-19. Foram 172 em São Luís, 75 em Imperatriz e 1.245 nas demais regiões.

No total, são 817 mortes. O número de casos positivos subiu para 24.278, sendo que 5.941 pessoas estão recuperadas. São 17.520 casos ativos.

209 municípios (96,3%) têm casos confirmados de Covid-19. Foram registrados 33 novos óbitos registrados nas seguintes cidades: São Luís (7),  Chapadinha (3), Mirinzal (3), Brejo (2), Carutapera (2), Zé Doca (2), Godofredo Viana (2), São José de Ribamar (2), Anajatuba (1), Apicum Açú (1), Timon (1), Urbano Santos (1), Lago da Pedra (1), Olinda Nova do Maranhão (1), Presidente Dutra (1), São João Batista (1), Santo Antônio dos Lopes (1) e São Bento (1).

Na revisão de dados, foram excluídos nove casos do município de Colinas, oito casos de São João dos Patos, um de Pastos Bons e um de Benedito Leite, por duplicidade de registros. Um caso foi remanejado de São Domingos do Azeitão para São Luís, um de Presidente Dutra para Governador Luís Rocha e um de Riachão para Sucupira do Riachão, locais de residência dos pacientes.

Os quatro municípios da Região Metropolitana de São Luís concentram 9.108 casos confirmados, o que representa 37,51% do total. São Luís tem o maior número (8.068 – 33,23%), seguida por São José de Ribamar (654), Paço do Lumiar (337) e Raposa (49).

16.017 pessoas estão em isolamento domiciliar, sendo acompanhados por equipes Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS). 1.034 pacientes estão internados em enfermarias e 469 em UTIs.

Plenário aprova estado de calamidade em mais 20 municípios em razão da Covid-19

Agência Assembleia

 

O plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, em turno único, na Sessão Extraordinária com Votação Remota por Videoconferência, realizada nesta segunda-feira (25), mais 20 projetos de decretos legislativos de calamidade pública em municípios. Os projetos foram solicitados pelos prefeitos das respectivas cidades em decorrência do agravamento da pandemia do novo coronavírus.

Foram aprovados os pedidos dos municípios de Amapá do Maranhão, Anapurus, Alto Alegre do Pindaré, Bacuri, Barreirinhas, Belágua, Bequimão, Bom Jardim, Carutapera, Central do Maranhão, Cururupu, Humberto de Campos, Jenipapo dos Vieira, Lima Campos, Nova Olinda do Maranhão, Pindaré-Mirim, São Bernardo, Sítio Novo, Trizidela do Vale e Urbano Santos. O relator da maioria dos projetos foi o presidente da CCJ, deputado Ricardo Rios (PDT).

Na sessão, conduzida pelo presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB), as matérias foram votadas de forma conjunta, pelo fato de que a fundamentação é a mesma para todos os pedidos. Os parlamentares apreciaram os projetos de decretos legislativos com base em pareceres da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Durante a votação, o líder da Oposição, deputado Adriano (PV), defendeu a aprovação dos decretos. “É uma iniciativa importante para garantir a liberação de recursos a esses municípios, e o mais importante ainda é que os gestores façam uso adequado destes recursos liberados pelo Governo Federal”, declarou.

Os deputados Duarte Jr (Republicanos), Vinícius Louro (PL) e Wellington do Curso (PSDB) reafirmaram que os gestores municipais precisam ter todo o cuidado e empenho para a correta aplicação dos recursos públicos, para que seja efetivo o combate à pandemia do novo coronavírus em suas cidades.

Além de defender a fiscalização da aplicação dos recursos públicos por parte dos prefeitos, o deputado Dr. Yglésio (Pros) alertou que há uma projeção de aumento de casos do coronavírus, no Maranhão, especialmente na primeira semana do próximo mês de junho. Segundo o deputado, a curva de casos da Covid-19 dispara no interior do Estado.

“Muitas pessoas levaram o lockdown em São Luís como uma espécie de pedágio pessoal e, de maneira equivocada, crêem que o pior já passou, quando não temos dados para corroborar esse raciocínio. Ainda estamos numa transição muito sensível e não é hora pra retomarmos a vida normal”, advertiu Dr. Yglésio.

Promulgação dos projetos

Ao término da sessão, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto, anunciou que a Mesa Diretora providenciou a promulgação de todos os decretos legislativos de calamidade pública.

Em breve discurso, Othelino Neto destacou a importância de a Assembleia dar respaldo legal à iniciativa dos prefeitos para o enfrentamento da pandemia em todas as regiões do Estado.

“O nosso desejo é dar a nossa contribuição e, de igual modo, reafirmar o desejo de que todos esses gestores tenham zelo na aplicação dos recursos públicos, sejam eles próprios ou oriundos do auxílio dos governos federal e estadual para combater a pandemia. Vale lembrar que os órgãos de controle, especialmente as Câmaras Municipais e o Ministério Público, deverão acompanhar e fiscalizar para a correta aplicação do dinheiro público”, ressaltou Othelino Neto.

Em todos os pedidos formulados à Assembleia, os prefeitos justificam a declaração de estado de calamidade em saúde pública em razão da existência de casos confirmados da Covid-19 e de H1N1. Eles levam em conta, ainda, a Portaria 188, de 3 de fevereiro de 2020, do Ministério da Saúde, que declarou Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional, em decorrência da infecção humana pelo novo coronavírus.

Todos justificam que elaboraram o Plano de Contingência e que “a situação demanda o emprego urgente de medidas de prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública, a fim de evitar a disseminação da doença em âmbito municipal”.

Pareceres favoráveis

No âmbito da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, onde receberam pareceres favoráveis, os decretos municipais transformaram-se em projetos de decretos legislativos.

Em alguns dos municípios, foi instituído ainda o Centro de Operações de Emergência em Saúde, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Saúde, para o monitoramento da emergência em saúde.

De acordo com os prefeitos, compete ao Comitê Municipal de Prevenção e Combate ao Coronavírus e ao Centro de Operações de Emergência em Saúde definir as medidas e estratégias referentes ao enfrentamento da proliferação do coronavírus, de acordo com a evolução do cenário epidemiológico. 

Maranhão chega a 784 mortes e 22.786 casos confirmados de Covid-19; 5.271 pessoas estão recuperadas

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) contabiliza 1.595 novos casos positivos de Covid-19 no Maranhão. Foram 449 em São Luís, 50 em Imperatriz e 1.096 nas demais regiões. No total, são 784 mortes.

De acordo com os dados, foram registrados mais 30 óbitos em 16 cidades: São Luís (6), Lago da Pedra (6), Barra do Corda (3), Paço do Lumiar (2), Tutóia (2), Timon (1), Paulino Neves (1), Santa Quitéria (1), Pastos Bons (1), Imperatriz (1), Vitória do Mearim (1), Brejo (1), Coelho Neto (1), Mata Roma (1), Carutapera (1), Anapurus (1).

Os quatro municípios da Região Metropolitana de São Luís concentram 8.936 casos confirmados, o que representa 39,21% do total. São Luís tem o maior número (7.917 – 34,74%), seguida por São José de Ribamar (642), Paço do Lumiar (330) e Raposa (47).

O número de casos positivos subiu para 22.786, sendo que 5.271 pessoas estão recuperadas. São 16.731 casos ativos.

15.212 pessoas estão em isolamento domiciliar, sendo acompanhados por equipes Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS). 1.056 pacientes estão internados em enfermarias e 463 em UTIs.

Maranhão chega a 754 mortes e 21.191 casos confirmados de Covid-19 em 95% das cidades; 4.074 pessoas estão recuperadas

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) contabiliza 2.424 novos casos positivos de Covid-19 no Maranhão. Foram 404 em São Luís, 102 em Imperatriz e 1.918 nas demais regiões. No total, são 754 mortes.

De acordo com os dados, foram registrados mais 32 óbitos, sendo 10 deles em São Luís. Os outros 22 óbitos foram registrados nas seguintes cidades (um em cada): Arari, Timon, Paço do Lumiar, Santa Rita, São João do Sóter, São José de Ribamar, Imperatriz, Lago dos Rodrigues, Humberto de Campos, Alto Alegre do Maranhão, Tufilândia, Bequimão, Coelho Neto, Pinheiro, Palmeirândia, Carutapera, Brejo, Esperantinópolis, Santa Quitéria do Maranhão, Centro Novo do Maranhão, São João Batista e Coroatá.

O número de casos positivos subiu para 21.191, sendo que 4.074 pessoas estão recuperadas. São 16.363 casos ativos.

14.876 pessoas estão em isolamento domiciliar, sendo acompanhados por equipes da SES. 1.028 pacientes estão internados em enfermarias e 459 em UTIs.

207 municípios (95,39%) têm casos confirmados de Covid-19 no estado.

Maranhão chega a 722 mortes e 18.767 casos confirmados de Covid-19 em 94% das cidades; 3.889 pessoas estão recuperadas

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) contabiliza 1.556 novos casos positivos de COVID-19 no Maranhão. Foram 468 em São Luís, 124 em Imperatriz e 964 nas demais regiões. Foram registrados mais 29 óbitos.

De acordo com os dados, sobe para 18.767 o número de casos positivos, sendo 722 óbitos e 3.889 pessoas recuperadas. São 14.156 casos ativos.

12.646 pessoas estão em isolamento domiciliar, sendo acompanhados por equipes da SES. 1.060 estão internados em enfermarias e 450 em UTIs.

205 municípios (94,47%) têm casos confirmados de Covid-19 no estado.

Deputada Thaiza Hortegal é internada no São Domingos e estado de saúde é delicado

 
AQUILES EMIR
O estado de saúde da deputada estadual e médica Thaiza Hortegal (PP) é delicado. Segundo duas postagens em sua conta no Twitter, ela deu entrada na madrugada desta sexta-feira (22), no Hospital São Domingos, em São Luís, onde permanece internada depois de ter sido diagnosticada com suspeita de covid-19, em Pinheiro (na Baixada Ocidental), onde atuava na linha de frente cuidando de pacientes de coronavírus.
A parlamentar foi internada domingo (26) com inflamação nos rins causada por uma infeção bacteriana. Casada com o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, ela teria se infectado após contato com pacientes da pandemia.
A primeira nota do Twitter da parlamentar foi a seguinte: “A deputada estadual Dra. Thaiza Hortegal (PP), médica pediatra, e que atuava como profissional de saúde na comissão de atendimento aos pacientes com COVID, em Pinheiro, se encontra em estado de saúde delicado”.
Antes foram prestadas duas informações^:
“Dra. Thaiza Hortegal deu entrada no Hospital São Domingos na madrugada desta sexta-feira (22), acompanhada do irmão, Dr. Kaio Hortegal, médico e diretor do Hospital Regional da Baixada, em Pinheiro”.
“Sem leitos de UTI disponíveis no Hosp. Reg. da Baixada e nem no Hosp. Antenor Abreu, que ainda estão em fase final de implantação, a parlamentar foi transferida para SLZ, na noite de ontem (21), após exames confirmarem COVID-19 e apresentarem um quadro clínico considerado grave”.
Segue a nota expedida no dia da sua internação em Pinheiro:
Em decorrência de uma dor lombar intensa, associada a febre, vômito, náusea e tontura, a deputada estadual Dra. Thaiza Hortegal (PP) foi internada na noite deste sábado (25), no Hospital UDI, em São Luís, com o quadro de pielonefrite. Dra. Thaiza está medicada e passa bem. A equipe médica recomendou internação e repouso total da paciente que deverá ter alta apenas a partir desta segunda-feira (26).
A deputada estadual Dra. Thaiza Hortegal (PP), médica pediatra, e que atuava como profissional de saúde na comissão de atendimento aos pacientes com COVID, em Pinheiro, se encontra em estado de saúde delicado.

Maranhão chega a 693 mortos e 17.212 casos confirmados de coronavírus em 93% das cidades; 3.676 pessoas estão recuperadas

94,80% dos novos casos positivos de Covid-19 no Maranhão estão fora da Grande Ilha

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) contabiliza 1.154 novos casos positivos de COVID-19 no Maranhão.

De acordo com os dados, sobe para 17.212 o número de casos positivos, sendo 693 óbitos e 3676 pessoas recuperadas.

202 municípios (93,08%) têm casos confirmados de COVID-19 no estado.

Mais 30 foram registrados em 13 municípios: Lagoa Grande do Maranhão (1), Raposa (1), Olho D’água das Cunhãs (1), Imperatriz (1), Carutapera (1), Bacabeira (1), Pinheiro (1), Olinda Nova do Maranhão (1), Peri Mirim (1), Lago da Pedra (1), Paço do Lumiar (1), São José de Ribamar (4) e São Luís (15).

Brasil registra 1.188 mortes por Covid-19 em 24 horas, novo

O Brasil registrou 1.188 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, novo recorde –o anterior eram as 1.179 mortes registradas na terça (19).

Agora, subiu para 20.047 o número de vítimas fatais da doença.

O Ministério da Saúde atualizou para 310.087 o total de casos confirmados da Covid-19 no Brasil. De ontem para hoje, foram 18.508 diagnósticos positivos.

Na quarta (20), foram registradas 888 mortes e 19.951 novos contaminados.

Do Antagonista

Processo gradual de reabertura das atividades: saiba o que passa a valer a partir de segunda-feira (25) no MA

O governador Flávio Dino emitiu decreto (nº35.831) dispondo sobre as novas regras para fins de prevenção e enfrentamento à Covid-19 no Maranhão.

O texto traz novas medidas sanitárias gerais e segmentadas, para iniciar o processo gradual de reabertura das atividades com segurança, com observância das normas sanitárias de liberação das atividades econômicas.

As disposições valem para todo o estado e podem ser revistas de acordo com a análise epidemiológica semanal da pandemia. A Casa Civil irá publicar portarias com regras sanitárias por setor econômico, a fim de compatibilizar a preservação da saúde e os valores sociais do trabalho.

O estado também adotará uma estratégia de segmentação territorial, com 32 regiões de planejamento para o combate ao coronavírus.

Até domingo, dia 24, fica mantido o regime que está valendo no Maranhão desde o último dia 18. O estado de calamidade pública em todo o Estado do Maranhão também foi reiterado.

Veja o que muda:

– A partir do dia 25 de maio poderão funcionar estabelecimentos comerciais familiares de pequeno porte, onde somente trabalhavam, antes da pandemia, o proprietário e o grupo familiar (cônjuge, pais, irmãos, filhos ou enteados).

– A retomada gradual por setor econômico será iniciada no dia 1º de junho, estendendo-se por 45 dias, seguindo protocolos sanitários de cada setor, presentes nas portarias editadas pela Casa Civil. A cada sete dias, a situação epidemiológica será reavaliada, podendo haver modificação ou revogação da portaria.

– Os estabelecimentos irão funcionar com horários alternados, para diminuir a concentração do fluxo no transporte coletivo. A medida será especificada em portaria publicada pela Casa Civil.

– Seguem obrigatórias medidas sanitárias gerais, como uso de máscaras de proteção em ambiente público, vedação de qualquer aglomeração de pessoas e manutenção do distanciamento social.

– As empresas deverão adotar escala de revezamento de funcionários, bem como a distância mínima de dois metros entre o funcionário e o cliente, e entre cada cliente. Além disso, sempre que possível, o trabalho de serviços administrativos deve realizado de forma remota. Reuniões e atividades que exijam encontro de funcionários deverão ocorrer de forma virtual.

– Empregados e prestadores de serviço que pertençam a grupo de riscos devem ser dispensados das atividades presenciais até 15 de junho, sem qualquer tipo de punição, suspensão de salário ou demissão.

– Restaurantes, lanchonetes, bares e similares continuarão com serviço de entrega ou retirada no próprio, sendo vedada a disponibilização de áreas para consumo.

– Os estabelecimentos destinados à venda de peças de vestuário, caso permitam a prova e a troca de roupas e similares, deverão adotar medidas para que a mercadoria seja higienizada antes de ser fornecida a outros clientes.

– Em caso de recusa por parte do consumidor de adotar o uso de máscara, proprietário e funcionários podem acionar a Polícia Militar, que aplicará procedimentos previstos no art. 268 do código penal.

– Os estabelecimentos que não cumprirem as medidas dispostas, podem sofrer sanções administrativas (advertência, multa e interdição) e encaminhamento de ação ao Ministério Público Estadual e Ministério Público do Trabalho.

– A partir do dia 1º de junho de 2020 é autorizada a retomada progressiva do funcionamento dos órgãos e entidades vinculados ao Poder Executivo, com uso de máscaras obrigatório, revezamento de servidores, afastamento de funcionários no grupo risco até o dia 15 de junho e suspensão de atendimento ao público externo até o dia 7 de junho.

– Com base nos indicadores epidemiológicos e na oferta dos serviços de saúde, os prefeitos poderão decretar medidas mais rígidas, autorizar funcionamento de atividades comercias mediante observação dos protocolos sanitários e adotar barreiras sanitárias nos acessos a cada município.

– Qualquer cidadão pode apresentar pedido de fiscalização estadual, se possível acompanhado de registros fotográficos e gravações em vídeo, por meio dos seguintes números de WhatsApp: (98) 99162-8274, (98) 98356-0374 e (98) 99970-0608.

Via John Cutrim

CASAL PORTANDO DROGAS É PRESO POR POLICIAIS MILITARES DO 35° BPM

CPA/I-6 – MÉDIO SERTÃO MARANHENSE
35º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR

Na tarde do dia 20/05 (quarta-feira), durante rodas na cidade de São Francisco do Maranhão a guarnição da Polícia Militar avistou em uma esquina um casal em atitude suspeita, e ao realizar abordagem encontrou nos bolsos do indivíduo, as seguintes substâncias entorpecentes: 3 pedras de crack, 2 trouxas de maconha, 5 cigarros e a importância de R$25,00 reais. O casal foi conduzido a central de flagrantes da cidade de São Francisco do Maranhão e responderá por porte de substância entorpecente.

O Comando do 35ºBatalhão de Polícia Militar declarou que ações de combate a criminalidade tem sido intensificadas em todas as cidades de circunscrição da Unidade através de várias operações entre elas a Operação Maranhão Seguro desencadeada em todo o Estado do Maranhão

35º BPM – O Guardião do Médio Sertão